Poder e Cotidiano em Sergipe
19 de Junho 16H:48

Machado diz que ainda hoje pode decidir pela redução da tarifa de ônibus

O prefeito em exercício de Aracaju, José Carlos Machado (DEM), disse ontem, 18, que não descarta a possibilidade de reduzir a tarifa do transporte público. Machado lembra que o governo federal desonerou o transporte com o PIS e o Cofins, o que pode "propiciar a redução da tarifa".

19 de Junho 16H:45

Max Prejuízo defende que PM não esteja presente em manifestação

"O povo brasileiro dá uma bela demonstração de espírito democrático e capacidade de mobilização. Milito desde os 16 anos de idade, sempre estive presente nas ruas e sei o quanto essa manifestação é importante para a formação da juventude. Engana-se quem pensa que o povo está indo às ruas apenas pelo transporte público. O povo clama por educação, saúde, segurança, mobilidade urbana, qualidade de vida e, acima de tudo, por respeito", disse hoje o vereador Max Prejuízo (PSB). O parlamentar fez um apelo ao governador em exercício, Jackson Barreto (PMDB), para que a Polícia Militar de Sergipe (PM/SE) não esteja presente durante o manifesto intitulado "Acorda Aracaju", que acontecerá na tarde desta quinta-feira na capital sergipana, seguindo os manifestos que acontecem nacionalmente.



19 de Junho 16H:43

Iran Barbosa cobra aplicação da MP 617 para reduzir a tarifa de ônibus em Aracaju

O vereador Iran Barbosa (PT) solicitou, na manhã desta quarta-feira, 19/6, da administração municipal de Aracaju que priorize, com a máxima celeridade, o encaminhamento do Projeto de Lei que deverá reduzir o valor da tarifa do transporte coletivo da capital, em função da iniciativa do governo federal, através da Medida Provisória (MP) 617, que desonera as empresas de transporte coletivo urbano do Programa de Integração Social (PIS) e da Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins), em vigor desde o dia 1º de junho.

19 de Junho 16H:38

Jackson Barreto revela expectativa de manifestações ordeiras em Sergipe

“Estas são manifestações democráticas. São direitos assegurados em lei e o povo tem o direito de se manifestar livre e democraticamente por melhorias de condições de vida e de trabalho”. Esta foi a definição utilizada pelo governador em exercício, Jackson Barreto (PMDB), ao descrever a expectativa das manifestações que devem ser realizadas em Aracaju, acompanhando a onda de movimentos populares nas capitais brasileiras. A declaração foi divulgada no início da tarde desta quarta-feira, 9, após uma reunião com diversos secretários de Estado e integrantes da administração estadual.

Whatsapp

Receba notícias no seu Whatsapp.

Cadastre seu número agora mesmo!

Houve um erro ao enviar. Tente novamente mais tarde.
Seu número foi cadastrado com sucesso! Em breve você receberá nossas notícias.