Poder e Cotidiano em Sergipe
Defesa Civil interdita primeiro pavimento do Hotel Palace 10 de Julho 7H:04
COTIDIANO

Defesa Civil interdita primeiro pavimento do Hotel Palace

O Departamento Estadual de Proteção e Defesa Civil da Secretaria de Estado da Inclusão Social (Depec/Seidh) interditou o primeiro pavimento do Hotel Palace, no Centro de Aracaju. A interdição aconteceu em acordo com os condôminos, após alguns deles desobedecerem a determinação de não utilizar o local.

A partir de agora, com o bloqueio do primeiro pavimento, somente terão acesso as equipes da empresa contratada para realizar as obras de reparo permitidas pela Justiça.

Os trabalhos estão sendo feitos durante o período da noite e, no próximo dia 20, a Defesa Civil Estadual volta ao prédio para realizar uma nova vistoria, verificar o andamento das obras e a situação estrutural.

A Defesa Civil tranquiliza moradores e comerciantes do Centro de Aracaju de que não há risco de colapso da estrutura do Hotel Palace. Porém, ainda há fatores de risco que podem provocar incêndio e, nessa circunstância, sim, poderia haver desabamento.

Segundo o engenheiro José Roberto Oliveira, as primeiras intervenções no edifício foram a retirada de pastilhas que oferecem risco de descolamento, podendo atingir pedestres.

“Internamente, foi feito um novo projeto da instalação elétrica dos dois primeiros pavimentos, atendendo às novas normas, que deverá ser aprovado pela Energisa. Essa medida evitará a possibilidade de incêndio, principal risco para a estrutura da edificação. Há outros procedimentos de reforço estrutural sendo feitos, como reparos de paredes e lajes corroídas por infiltração”, pontuou o engenheiro.

O gerente de engenharia do Depec, sargento Moacir Sena, explicou que a insistência de algumas pessoas em permanecer no local representava perigo para o andamento da obra.

Essa interdição faz parte de um trabalho de prevenção. O Hotel Palace tem alguns problemas que futuramente poderiam representar risco para as pessoas. Mesmo após a determinação de desocupação, ainda havia gente circulando no local. A partir de agora, recorreremos a outros órgãos para garantir o acesso somente aos trabalhadores da empresa contratada”, comentou o sargento.

*Com informações da Seidh

Foto: Seidh

Comentários

  • Seja o(a) primeiro(a) a comentar!

Deixe seu comentário

Imagem de Segurança
* CAMPOS OBRIGATÓRIOS

Newsletter

Cadastre seu e-mail e receba do nosso blog muitas novidades.