Poder e Cotidiano em Sergipe
11 de Maio 6H:36
PODER

Sergipe tem uma das polícias que mais mata no Brasil

Sergipe tem uma das polícias que mais mata no Brasil. O estado está entre os cinco com maior número de mortes geradas por intervenções policiais, com uma taxa de 4 mortos a cada 100 mil habitantes.

No ano de 2017 a ação das polícias militar e civil gerou a morte de 91 pessoas no estado. Os números são do Monitor da Violência, uma iniciativa do portal G1, que utiliza também dados do Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

O número representa uma ligeira queda em relação ao ano de 2016, quando foram mortas 94 pessoas. Por outro lado, indicam um aumento preocupante, se comparado a 2015, quando 43 pessoas foram vítimas da ação da polícia e a taxa de mortalidade foi de 1,9 pessoas a cada 100 mil habitantes.

MORTES GERADAS PELA POLÍCIA NO BRASIL
A taxa sergipana é muito superior à do país, que registrou uma média de 2,4 mortes a cada 100 mil pessoas. Em 2017, mais de cinco mil pessoas foram mortas pela polícia no Brasil.

Esse número vem crescendo desde o ano de 2015, quando 3.300 pessoas foram mortas. Em 2016, exatamente 4.222 pessoas perderam a vida no país, devido à ação de policiais.

Os estados que registraram mais mortes geradas por policiais foram Amapá (taxa de 8,3 a cada 100 mil pessoas); Rio de Janeiro (6,7); Pará (4,5) e Acre (4,5).

A POLÍCIA QUE MAIS MATA É A QUE MAIS MORRE
O balanço divulgado pelo Fórum da Segurança Pública relativo ao ano de 2016 mostrou ainda outro dado preocupante, o alto número de policiais mortos: foram 437, o que representa um aumento de 17,5% em relação às 372 mortes de 2015.

Entre janeiro e julho de 2017 foi registrada a morte de um policial em Sergipe.

Foto: Divulgação

Comentários

  • Seja o(a) primeiro(a) a comentar!

Deixe seu comentário

Imagem de Segurança
* CAMPOS OBRIGATÓRIOS

Newsletter

Cadastre seu e-mail e receba do nosso blog muitas novidades.