Poder e Cotidiano em Sergipe
Ranking da segurança pública: Aracaju reduz violência em 20,4% 10 de Agosto 6H:57
PODER

Ranking da segurança pública: Aracaju reduz violência em 20,4%

O Fórum Brasileiro de Segurança Pública divulgou dados sobre mortes violentas em 2017, que são as seguintes: homicídio doloso, latrocínio, lesão corporal seguida de morte e confronto. Entre as capitais, Aracaju saiu do primeiro lugar para o sétimo, com uma taxa de 55,7. A redução foi de 20,4%.

Entre as capitais, Rio Branco (AC) assumiu a liderança com 83,7 e Fortaleza (CE) é a segunda colocada com 77,3. Belém (PA) ficou em terceiro com 67,5 e Natal (RN) logo em seguida com 67,2.

Macapá (AP) fechou a lista das cinco capitais mais violentas com 65,9. As taxas divulgadas trazem uma estatística para cada 100 mil habitantes. Entre os estados brasileiros, o Rio Grande do Norte é quem tem o maior número: 68.

O Acre vem em segundo com 63,9 e o Ceará é o terceiro com 59,1. Com uma redução de 12,9%, o Sergipe deixou a liderança no ranking e agora aparece em sexto lugar com uma taxa de 55,7.

Para o secretário municipal da Defesa Social e da Cidadania (Semdec), coronel Luís Fernando Almeida, os números animam. 

“No programa de governo de Edvaldo Nogueira, a gente já trabalhava indicativos, ações, para que pudéssemos contribuir pra melhoria da qualidade de vida, melhorar a atuação da Guarda Municipal e diminuir esses índices ruins. E foi isso que aconteceu”, disse o coronel.

De acordo com ele, a atuação da Guarda Municipal contribuiu para a redução das mortes violentas em 2017, seja com as diversas ações preventivas realizadas ou com a parceria firmada com a Secretaria de Segurança Pública do Estado (SSP).

“A integração proposta pelo prefeito com reuniões com o secretário de Segurança e a Guarda Municipal para que houvesse uma atuação conjunta frutificou. Outra coisa que a gente tem que ressaltar é a prevenção. Um dos projetos do nosso planejamento estratégico é o projeto Aracaju Segura, que tem diversas ações na intersetorialidade, envolvendo várias secretarias municipais, dialogando com as comunidades, sabendo quais dificuldades e problemas, trazendo isso para o nosso planejamento de ações para que a gente agisse de forma inteligente, como continuamos agindo”, ressaltou o secretário.

Ainda segundo o coronel Luis Fernando, a atuação da Guarda Municipal com rondas preventivas foi fundamental, principalmente as ações desenvolvidas nos terminais de integração.

“Nós temos uma atuação da Guarda que marca profundamente a questão do transporte público, haja vista que em 2016 nós tivemos 114 assaltos a ônibus e isso foi reduzido para 61 no ano seguinte. A sensação de segurança das pessoas que passam pelos terminais também mudou”, finalizou o coronel.

A partir deste mês, o sistema de videomonitoramento implantado pela Prefeitura de Aracaju ganhou mais um recurso que promoverá a otimização dos processos de segurança na capital.

Todas as viaturas da GMA passaram a contar com um equipamento que permite visualizar as imagens de todas as câmeras já instaladas em equipamentos públicos, assim como ativam recursos que garantem maior precisão e agilidade ao atendimento de ocorrências.

*Com informações da Ascom/PMA

Foto: Ana Lícia Menezes/PMA

Comentários

  • Seja o(a) primeiro(a) a comentar!

Deixe seu comentário

Imagem de Segurança
* CAMPOS OBRIGATÓRIOS

Newsletter

Cadastre seu e-mail e receba do nosso blog muitas novidades.