Poder e Cotidiano em Sergipe
Prefeitura afirma que ponte da Coroa do Meio não possui risco de desabamento 14 de Maio 13H:37
COTIDIANO | Por Max Augusto

Prefeitura afirma que ponte da Coroa do Meio não possui risco de desabamento

Administração confirma que há necessidade de recuperação da estrutura, mas garante não há risco de desastres

Em relação ao boato de risco da ponte Godofredo Diniz, localizada nas proximidades do Shopping Riomar, no bairro Coroa do Meio, que circulou nas redes sociais nesta segunda-feira, 14, a Prefeitura de Aracaju esclarece, através da Empresa Municipal de Obras e Urbanização (Emurb), que não há risco iminente de desabamento e que conta com o apoio do Ministério Público de Sergipe no caso.

Com o início da circulação da informação, uma equipe de engenheiros da Defesa Civil Municipal foi até o local realizar uma vistoria e constatou o mesmo diagnóstico de um estudo detalhado realizado em 2015, por um especialista da Universidade Federal de Sergipe. O resultado da análise afirma que a ponte precisa de recuperações, mas que, no momento, não há risco de colapso na estrutura.

O presidente da Emurb, Sérgio Ferrari, ressalta a irresponsabilidade das pessoas que estão compartilhando essa informação, que levou à população ao pânico indevido, e nega qualquer situação de calamidade no local.

“Desde 2015, a ponte passa por inspeções continuadamente e a Prefeitura tem feito estudos e buscado recursos para recuperá-la. Toda ponte é um elemento sujeito a trânsito e a ações agressivas, que precisa passar por manutenções normalmente. Assim como várias pontes da cidade, essa também precisa ser recuperada por estar em um ambiente agressivo, próximo ao mar e mangue, e sujeito a erosão. Apresenta desgaste e problema de ferragens, mas não existe nenhum risco de desabamento”, garante Ferrari.

Ascom/PMA

FOTO:Ascom/Emsurb

Comentários

  • Seja o(a) primeiro(a) a comentar!

Deixe seu comentário

Imagem de Segurança
* CAMPOS OBRIGATÓRIOS

Newsletter

Cadastre seu e-mail e receba do nosso blog muitas novidades.