Poder e Cotidiano em Sergipe
Ministério Público discute melhoria das condições estruturais nos abrigos do Estado 7 de Fevereiro 18H:10
PODER

Ministério Público discute melhoria das condições estruturais nos abrigos do Estado

Discutir sobre a atual situação das Instituições de Acolhimento de menores no Estado de Sergipe. Esse foi o objetivo da reunião realizada pela Procuradoria-Geral de Justiça, através da Coordenadoria Geral do Ministério Público do Estado de Sergipe (MP/SE).

A promotora de Justiça Aldeleine Barbosa relembrou o compromisso prestado pelos municípios de comunicar as melhorias das condições estruturais e funcionais das Instituições de Acolhimento às respectivas Promotorias de Justiça.

O MP questionou à representante da Secretaria de Estado da Inclusão Social (SEIDH) sobre o andamento do processo de contratação de servidores que atuarão nos abrigos.

Segundo ela, o edital de seleção já foi elaborado e enviado pela Secretaria de Estado do Planejamento Orçamento e Gestão (Seplag) à Procuradoria-Geral do Estado, com previsão de publicação para o final de fevereiro desse ano.

Quanto à estrutura, a promotora de Justiça Ana Leila expôs que um dos pontos principais para que as Instituições de Acolhimento tenham condições adequadas de abrigar as crianças é a manutenção predial realizada pelo Estado.

Outra representante da Seidh informou que já houve a contratação de empresa responsável para a efetivação da manutenção necessária aos abrigos.

Já a promotora de Justiça Mirian Teresa ressaltou sobre a necessidade da regulamentação da mudança/transferência das crianças nos abrigos, o quanto antes.

Ainda sobre o mesmo assunto, Aldeleine ressaltou que isso prejudica a atuação do Ministério Público, pois a remoção avulsa de crianças entre as Instituições acarreta dúvidas quanto à atribuição de cada uma das Promotorias de Justiça responsáveis.

Nesse mesmo contexto, Ana Leila asseverou que a definição do local dos abrigos deve ser realizada de forma que permita o acompanhamento regular da família da criança, para evitar a perda de vínculos que, posteriormente, dificulte o retorno dela ao seio familiar.

Ao final da reunião, ficou definido que será elaborado pela Seidh um protocolo para definir as diretrizes gerais das problemáticas das Instituições de Acolhimento de Sergipe. Para a apresentação de minuta deste protocolo, foi agendada nova reunião para o dia 2 de abril, às 9h.

*Com informações da Coordenadoria Geral do MP/SE

Foto: Selene Moraes

Comentários

  • Seja o(a) primeiro(a) a comentar!

Deixe seu comentário

Imagem de Segurança
* CAMPOS OBRIGATÓRIOS

Newsletter

Cadastre seu e-mail e receba do nosso blog muitas novidades.