Poder e Cotidiano em Sergipe
5 de Janeiro 10H:33
PODER

"Se Deus quiser, até 2019 teremos a licitação do transporte", afirma Edvaldo

Após ser considerado o prefeito do Nordeste que mais cumpriu as promessas feitas em campanha, Edvaldo Nogueira traça metas para os próximos três anos e afirma que o compromisso com Aracaju vai além das eleições de 2018.

"Fizemos uma campanha que prometemos aquilo que sabíamos que tinha condições de executar. São muitos problemas e desafios e não estou com cabeça para eleições. Não vou me posicionar agora, pois não sou candidato. O meu compromisso, o meu pensamento, a minha cabeça está em Aracaju", afirmou o prefeito em entrevista ao radialista George Magalhães.

Edvaldo pontuou grandes obras que a Capital irá receber durante o seu mandato, além de intervenções na área da saúde e da mobilidade urbana, inclusive com a licitação do transporte público, prevista para acontecer durante a sua gestão.

"Serão obras que irão pipocar na cidade inteira, além de R$ 130 milhões para a mobilidade urbana, com grandes corredores nas avenidas, recuperação de terminais e construção de outros, obras na Euclides Figueiredo, no Japãozinho. Em dezembro de 2018 faremos um balanço e vou poder dizer que a saúde de fato melhorou", disse.

Sobre o transporte público: "Esse ano a meta é colocar o consórcio das quatro cidades (Aracaju, Barra dos Coqueiros, Nossa Senhora do Socorro e São Cristóvão) em funcionamento. Será o primeiro passo para a licitação do transporte público. Se Deus quiser, até 2019 teremos a licitação do transporte. Enquanto os outro falam e conversam, eu trabalho", diz o prefeito.

Questionado sobre a sua aproximação com o deputado André Moura, Edvaldo reafirmou sua gratidão. "Se eu não fosse grato ao deputado André Moura não tinha sentido a Administração. Sou grato a todos os que ajudam. Não somos do mesmo partido, não somos da mesma coligação, mas como líder do governo ele tem ajudado muito a Prefeitura de Aracaju".

Por último, em relação às mudanças na sua equipe de secretários, o prefeito afirmou estar satisfeito e que só fará alguma troca caso necessite por questões políticas inerentes à eleição de 2018.

"Pode ser que precisemos fazer mudanças pequenas. Para mim os secretários cumpriram o seu papel e deram o melhor de si. Se eu fosse julgar por desempenho, todos ficariam. Agora vou levar em conta a questão eleitoral para que a Prefeitura não vire palco eleitoral", finalizou Edvaldo Nogueira.

Foto: Ascom/PMA

Comentários

  • Seja o(a) primeiro(a) a comentar!

Deixe seu comentário

* CAMPOS OBRIGATÓRIOS

Newsletter

Cadastre seu e-mail e receba do nosso blog muitas novidades.